Corrida Pirilampo Mágico: Correr por uma boa causa

Hoje foi dia de fazer a última prova antes da maratona. Num espírito solidário, através do Cofina Runners (uma equipa de corrida que reúne vários atletas do meu atual espaço de trabalho), fiz os 10k da Corrida do Pirilampo Mágico, ainda que sempre de acordo com o plano de treino para a prova rainha. Acabei com 54:04, um tempo que não sendo nada de especial serviu para cumprir o seu propósito, que era continuar a preparar-me para a maratona. O treino de hoje era progressivo e assim fiz. Comecei a 5’59 por km e acabei nos 4’29, para uma média total de prova de 5’24, que era mais ou menos aquilo que pretendia fazer à partida.

Foi, assim, uma prova que acabou por ter dois objetivos cumpridos. Primeiro, aquele que neste momento no plano individual é o mais importante, a preparação de forma correta para a maratona e, segundo, o facto de esta prova ter uma vertente solidária, algo que no meu entender todos devemos ter em conta. E, ainda que a minha condição atual não me permita ajudar tanto quanto gostava, sempre que possível o faço, pois é algo que só faz bem; a nós e especialmente ao próximo.

Correr por nós é bom, faz-nos bem em termos físicos e mentais, mas e ajudar o próximo, aquele que mais precisa? Isso sim… não tem preço!

Saber lidar com os tempos “menos bons”

É verdade, esta foi a minha pior marca nos 10k numa prova. Há uns meses provavelmente não encararia este facto de forma leviana e, eventualmente, iria puxar pelo ritmo de uma forma que acabaria por comprometer todo o trabalho árduo dos últimos meses. Não me deixei ceder pela tentação.

Comecei lentinho, com o pacer dos 6’00 à minha frente durante os primeiros quilómetros (a menina ia um bocadinho mais rápida do que os ‘prometidos’ 6′) e acabei por passá-la por volta dos 3 ou 4 quilómetros. Daí para a frente fui sempre procurando gerir os parciais, de forma a conseguir um treino progressivo. Não consegui fazê-lo de forma plena, porque por duas vezes deixei cair ligeiramente o ritmo (de 5’47 para 5’48 do 2 para o 3; de 5’29 para 5’32 do 5 para o 6), mas de uma forma geral fiquei satisfeito, especialmente pela forma como as minhas pernas reagiram ao ritmo que impus na fase final (custou mais o ritmo lento do início…).

Faltam dez dias e o objetivo está cada vez mais próximo.

Preparado? Totalmente!
Nervoso? Totalmente (a dobrar)!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s